Analisando a Letra da Música: “O QUE SOBROU DO CÉU” do Rappa !!!

28 outubro, 2009 às 02:03 | Publicado em Analisando Letras de Música, Posts Interativos, Videos | 23 Comentários
Tags: , , , , , , , , ,

“O tempo perguntou pro tempo quanto tempo o tempo tem?! O tempo respondeu pro tempo que não tinah tempo de dizer quanto tempo o tempo tem!”

Ehhhh… tudo sempre eh culpa do tempo !!! Falta de tempo, sobre de tempo, tempo passando muito rapido, tempo demorando muito pra passar… sempre sobra pro tempo !!! E essa é uma das justificativas do processo de “marcha lenta” que anda no Blog. + prometemos, que a partir da segunda metade de dezembro isso aqui vai bombar, e compensaremos muitoooooo vocês !!! ;P

E agoooooora, vim tentar ressucitar a Sessão que se saiu até bem em sua estréia, mas acabou sendo deixada de lado pelo meu medo de mostrar a realidade dura e cruel pro trás das letras de musicas !!! Muhahahahahaaa…

Zueira, mostro apenas minha interpretação… quem for de acordo bem, quem não… Amém! é bom que gera debate !!! UHuhuhuhuuuuuu

Bom, atendendo a um pedido que rolou nos comentários da estréia da sessão, hoje teremos a tentativa analise de “O QUE SOBROU DO CÉU” (O RAPPA).

ENTÃO, VAMOS LÁ:

O QUE SOBROU DO CÉU – O RAPPA

O, la lá, o la lá, ê ah
O, la lá, o la lá, ê ê

O, la lá, o la lá, ê ê ah
O, la lá, o la lá, ê ê

Faltou luz mas era dia, o sol invadiu a sala
Fez da TV um espelho refletindo o que a gente esquecia
(Esse trecho está fazendo analise a um sequestro, no ponto de vista de um sequestrado, e o minimo que ele conseguia ver de luz no cativeiro onde estava.)

Faltou luz mas era dia… di-ia
Faltou luz mas era dia, dia, dia
(Continua dando ênfase ao fato de que o cara fica meio desnorteado, sem ter noção meio que do tempo, devido a tudo parecer noite sempre.)

O som das crianças brincando nas ruas
Como se fosse um quintal
A cerveja gelada na esquina
Como se espantasse o mal
(Nesta parte vemos relatos de deduções que o cara tem, devido a barulhos que ouve, ou conversar que pega no “ar”.)

O chá pra curar esta azia
Um bom chá pra curar esta azia
Todas as ciências de baixa tecnologia
Todas as cores escondidas nas nuvens da rotina
(Bom, nesse trecho ele pode estar se referindo a precariedade por qual passava, e pelas soluções de carater inferior que ele tinha pra situações como fome, ou se passasse mal, etc. E que já havia caído numa rotina, que apagava as perspectivas de algo bom.)

Pra gente ver… por entre prédios e nós…
Pra gente ver… o que sobrou do céu… o la lá
(Do meu ponto de vista, esta parte pode ser encarada com uma critica a sociedade urbana, de classe alta, que vive nos grandes centros de São Paulo, e Rio de Janeiro… cheias de prédios altos, que consomem o céu. Em contrapartida da vida precária das pessoas, nas favelas, e suburbios… com vida precária, + a céu aberto. Que no caso, um “rico” sequestrado… absorveu como lição, o que ele viu “AO VIVO”, de como é a vida dessas pessoas !!!)

Bom, fiz essa analise baseado no CLIPE da música, que por acaso é esse AQUI:

Realmente, a letra é meio dificil de ser interpretada, tem que parar com calma e talz, e pensar em vários pontos de vista !!! E, a principio eu cheguei nesse, + meio superficialmente!

E justo por isso, espero as opiniões e comentários de vocês, JAHHHH !!! ;P

Ahhhh, e sintam-se a vontade pra fazer pedidos de musicas também, que eu prometo que me esforço pra analisar, ou não !!! xD

Intonce é isso !!! Vazeiiiiiiiiiiiii !!!



Entries e comentários feeds.